capa site flink 2

  • 03
  • 02
  • 05
  • 04
  • 06
  • 01

Genocídio do povo negro é tema de debate no Festival de Cultura Negra

Dr. Júlio Jacobo Waiselfisz    Mestre em Planejamento Educacional (UFRGS) Coordenador da Área de Estudos sobre Violência da FLACSO Faculdade Latino America

Palestrantes e vítimas vão dialogar e trocar experiência sobre alternativas de combate à violência racista

A FlinkSampa - Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra vai promover uma série de discussões que abordam vários aspectos do racismo estrutural, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Entre os temas pontuados para o evento, que acontece entre os dias 18 e 19 de novembro, em São Paulo, está o genocídio do povo negro. O debate integra a programação do Seminário Internacional Educação, Conhecimento, Diversidade e Ações Afirmativas e acontece no dia 18 de novembro, no Campus Memorial da UNINOVE (prédio D, 8º andar), das 10h às 12h30.

Dados divulgados pela Anistia Internacional mostram que em 2012, 56.000 pessoas foram assassinadas no Brasil. Destas, 30.000 são jovens entre 15 a 29 anos e, desse total, 77% são negros. A maioria dos homicídios é praticado por armas de fogo, e menos de 8% dos casos chegam a ser julgados. Diante deste cenário, o debate também visa sensibilizar a sociedade para este problema que não é recente, e mesmo assim não é efetivamente combatido pelo poder público.

O objetivo central da mesa Violência e Liberdade: Sortilégio do Povo Negro, portanto, é denunciar e promover a troca de experiências sobre as agressões históricas que têm como ponto de partida o racismo. Uma vez que, desde ações do próprio Estado, por meio da força policial, até a rotina de violenta das grandes cidades, os resultados são os mesmos e a vítima geralmente tem a mesma cor.

Palestrantes

Os convidados para debater este tema tão relevante serão o coordenador da Área de Estudos sobre Violência da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO), Júlio Jacobo Waiselfisz, e o especialista em Filosofia Contemporânea Antônio Teixeira, que tem atuado em pesquisas relacionadas a violência contra jovens negros no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Também integram o debate o presidente da Central Única das Favelas, Preto Zezé, e o jornalista da Folha de São Paulo, sucursal Rio de Janeiro, Alfredo Mergulhão, autor da matéria “Aquele sangue era meu”, relato sobre a morte do menino negro Carlos Eduardo do Morro do Querosene.

Os interessados em participar da mesa precisam fazer sua inscrição preenchendo o formulário disponível no site da FlinkSampa. Na página também é possível conferir a programação completa do Seminário, que discutirá o lema central “Eu Quero Liberdade: O Legado de Luiz Gama e a Luta pelos Direitos da População Negra Brasileira”.

Esta é a quinta edição do seminário que se consolida como um importante espaço para a discussão das questões raciais. Além da violência contra o povo negro, também serão debatidos os temas empoderamento da mulher negra, liberdade e direito, a questão dos refugiados, liberdade de expressão e de imprensa, liberdade religiosa, acesso educação e racismo no mercado de trabalho.

Currículos

Júlio Jacobo Waiselfisz - Coordenador da Área de Estudos sobre Violência da FLACSO - Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais. Foi diretor de Pesquisa do Instituto Sangari, exerceu funções de coordenador regional da UNESCO em Pernambuco, coordenador de Pesquisa e Avaliação e do setor de Desenvolvimento Social da UNESCO/Brasil.

Antônio Teixeira - Advogado, tem atuado no IPEA em pesquisas relacionadas com as questões sobre violência contra jovens negros, sobre a situação de vulnerabilidade das comunidades quilombolas e também da mulher negra no mercado de trabalho.

Alfredo Mergulhão - Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Goiás. Trabalhou nos jornais "Diário da Manhã", "O Hoje" e "O Popular", de Goiânia. Desde 2014 está Rio, onde é jornalista freelancer da Folha de São Paulo, sucursal Rio de Janeiro. 

VOLTAR

                    Memorial

Copyright © 2016 FLINK SAMPA Afroétnica - Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra
How to get Coral Bonus full info