AFROBRAS, FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES E
MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA
APRESENTAM

 AFROÉTNICA
FLINK - FESTA DO CONHECIMENTO, LITERATURA E CULTURA NEGRA

Patrocínio

patrocinio

Maria Gal, atriz de Joia Rara, lança livro na Afroétnica - FLINK Sampa

maria-gal

A atriz Maria Gal, a lavadeira Margarida da novela Joia Rara, lança seu primeiro livro infantil “ A Bailarina e a Bolha de Sabão”. As vendas em São Paulo serão na livraria da FLINK Sampa, uma festa literária da cultura negra que vai acontecer de 15 a 17 de novembro, no Memorial da América Latina.

“O  livro fala de uma menina que sofre bullying na infância e por isso cria uma fórmula pra mudar seu corpo, pois ela deseja ser aceita pelas colegas da escola. A fórmula acaba não dando certo, e a partir disso ela descobre o seu próprio poder aprendendo a se amar e sendo quem ela realmente é”, explica a atriz.

Jesse Jackson encerra Seminário Internacional do Observatório da População Negra

jesse jacksonslide

O ex-senador americano Jesse Jackson  participará do encerramento do Seminário Internacional do Observatório da População negra, dia 17 de novembro, no Memorial da América Latina.

O reverendo Jesse Jackson é um ativista americano dos direitos civis e pastor batista. Foi candidato para a pré-campanha presidencial democrata em 1984 e 1988. Trabalhou para o Dr. Martin Luther King, e em 1965 , participou das marchas organizadas por James Bevel, King e outros líderes dos direitos civis no Alabama. Em 1967 iniciado uma agência de colocação de trabalho para os negros e, sob sua liderança, incentivou boicotes maciços por parte dos consumidores negros para pressionar empresas de propriedade de branco para contratar negros e adquirir bens e serviços a partir de propriedade empresas de negros.

Quando Martin Luther King foi baleado, Jackson estava no estacionamento um andar abaixo. Diz  a lenda que ele foi a última pessoa a falar com o KIng e que ele morreu em seus braços. Em 1969, o The New York Times informou que Jackson estava sendo visto, por vários líderes negros, como o sucessor de Martin Luther King e um dos poucos ativistas negros que pregava a reconciliação racial.

DJ, Rappers e MC´s em apresentações gratuitas durante feriadão no Memorial da América Latina

O Makeda Cultural é um grupo de universitários que tem o objetivo de divulgar informações sobre eventos e acontecimentos culturais, com foco nas comunidades menos privilegiadas. O Makeda se autointitula a voz da periferia. O grupo foi criado dentro da Faculdade Zumbi dos Palmares e hoje expandiu seus limites, promovendo encontros com jovens levando a mensagem positiva e a valorização do legado da cultura popular. O Makeda mantém o blog http://makeda-cultural.blogspot.com.br/

Durante a Afroétnica Flink Sampa, de 15 a 17 de novembro, no Memorial da América Latina, o Makeda vai marcar presença com muitas atrações e interatividade com o público, em apresentações de Hip Hop, DJ, Batalha da Rima, Sarau, Teatro de Rua e Roda de Conversa. Na tenda da Praça Cívica, o Makeda vai apresentar gratuitamente.